terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Solange Almeida: preconceito por ser gorda e, depois, magra




Quem vê Solange Almeida (36) linda e magra, não imagina que a cantora do Aviões do Forró já chegou a pesar 120 kg. Ela emagreceu e conseguiu chegar ao manequim 38 depois de uma cirurgia de redução de estômago - e muito esforço, claro.



No entanto, Solange foi alvo de fofocas depois do emagrecimento. “Quando fiz a operação, pesava 105 kg. Depois da operação, pesei 50, mas tenho quase 1,70m e fiquei esquelética. Aí vieram as críticas: ‘Ela está com anorexia, ela está com bulimia, ela está com AIDS’. Foi horrível. Eu sofria muito porque você pensa: ‘Meu Deus, o que esse povo quer? Eu era gorda me chamavam de baleia, agora eu sou magra dizem que estou doente’. Eu me conscientizei de que quem teria que estar feliz era eu. Passei a não me incomodar muito com as opiniões dos outros porque não tem como agradar a todo mundo", afirmou a cantora.



Mas ela rala para manter o corpão. "Eu me permito tudo, mas tem muita coisa que eu não como por questão de disciplina. Refrigerante e fritura estão fora do meu cardápio, por exemplo. Faço muito exercício, montei uma academia. Confesso que não gostava de malhar, mas senti necessidade de cuidar de mim. Faço ginástica, treinamento funcional, pilates e Muay Thai".



Apesar da fase de gordinha já ter acabado, o preconceito que sofreu ainda está bem vivo na memória de Solange. “Existe a cobrança da cantora de forró ser gostosa, e eu não era assim. Sofri muito preconceito. Uma vez, me chamaram para gravar um CD e se desse certo eles iriam montar uma banda. Eu gravei e a banda estourou com a minha voz e de outro cantor, mas eles não me quiseram porque eu era gorda”, desabafou
Postagem mais recente Postagem mais antiga Início

0 comentários:

Postar um comentário